Câmara de Nuvens

0 Teve a Virada Científica na USP no último fim de semana e participei ajudando a testar a câmara de nuvens usada e fazendo um esquema das suas partes.

Pilar Lunar

0 Um detalhe de um lugar no alto de um observatório.

O Crepúsculo Sobre a Construção Humana

0
Indo embora do Chile e o pôr do Sol líquido caindo sobre as luzes da criação humana.

Uma Mente sem Lembranças

0

Meus projetos vagam pela mente durante muito tempo antes de ganharem algo no mundo, na forma de um apanhado de referências numa pastinha, sendo só depois de mais um bocado de tempo levados pra frente. Eu vi essa camiseta já há mais de ano e achei a ilustração maravilhosa. Sabendo do gosto do Dhyan pelo filme, deitei logo de me perder em vagar em ideias. A materialização só se deu há poucas semanas.

Algo meio macabro, quase como um filme de terror, mas ainda bonito. E Parece uma máscara de carnaval também. Crédito para críticas e conselhos de Renan.

A cor do cabelo de Clementine é um fator importante no filme, dizendo muito sobre seu estado e eu queria isso na ilustração desde o começo: os quatro cabelos. Também o Joel de alguma forma na ilustração, já que o filme não é especificamente sobre ela.

Selecionei quatro frames do filme com o rosto de Clementine. Como o corte de cabelo dela não muda muito, a cor dos cabelos não é muito importante nos frames. Da camiseta que me inspirou, retirei o estilo minimalista e desenhado, com poucas cores e o casaco laranja escorrente. Daí foi só dispor os quatro rostos, fundir os casacos e modelar a mancha laranja dos casacos de maneira a abarcar os olhos aflitos de Joel pela perda de suas queridas memórias.


Uma coisa que quis contrastar foi a cor das Clementines com o cinza do Joel. Ao perder suas memórias (cores), Joel vai se tornando cinza (como está na ilustração), com exceção de umas diminutas regiões em seus olhos, onde as cores (memórias) de Clementine ainda resistem. Eu pensei em deixar esse processo de perda de cores mais aparente, com mais cores espalhadas pelo cinza, mas o resultado atual já me agradou bastante.

Não estava com paciência pra me acertar com os vetores do Illustrator logo de cara, então pintei tudo no Photoshop primeiramente, vetorizando (automaticamente) depois, alterando as cores em estudos com um clique. A ideia original seria fazer uma camiseta, como a que me inspirou, mas acho agora que fica melhor como um quadrinho.

Pra quem não sabe, o filme é esse.

Os Andes 02

0 Montanhas e nuvens de longe, e de longe de novo em um avião.


Os Andes 01

0 Montanhas e nuvens de perto, mas de longe em um avião.


Céus de Entrelaçamentos

0 Galhos e folhas se partem e repartem, quase fractalmente.



Tiras de Copas

0 Faixas de folhas e céu na USP.

História Natural

0
Assim como a ilustração do ciclo carbono-silicatos, o diagrama de datas importantes pra história natural e pra vida do planeta não seria muito importante pra minha dissertação como um todo (até porque a banca parece não ter ligado muito). Mas seria importante para mim, para construir uma visão geral dos eventos e ter uma organização de datas mais facilmente visualizável.

O tempo investido na pré-produção (pesquisa bibliográfica) foi muito maior no que na produção em si, tendo passado semanas e semanas, ou mesmo meses, pesquisando artigo atrás de artigo. O diagrama em si demorou algo como duas tardes pra ser construído, e mais uns minutos espalhados ao longo de uns meses conforme ia alterando alguns detalhes.

O diagrama é lido de baixo para cima, onde a escala indica milhões de anos antes do presente. Quebrei o esquema em três colunas, cada uma reservada para determinado tipo de eventos: astronômicos, que envolvessem mais do que somente a Terra - Sistema Solar; geológicos e atmosféricos (embora as oxigenações estejam ligados diretamente à vida) - Terra; e biológicos, evolutivos - Vida.



Entre colchetes, após cada texto de evento no diagrama estão os códigos que remetem às referências tomadas. Na dissertação isso aparece numa tabela na página seguinte, onde cada código está ligado diretamente a uma referência. Daria um trabalhão linkar cada artigo e livro aqui, então só insiro um print da tabela. :P

Um Ciclo

0
Na minha dissertação de mestrado, em algum momento, num canto do texto, eu falei do ciclo carbono-silicato. Para explicá-lo melhor uma ilustração seria de grande ajuda, mas eu não estava muito inclinado a só inserir uma figura de algum livro e dar os crédito necessários. Resolvi fazer minha própria figura baseada em outras, que vi em livros por aí.


Foi a estreia em grande escala da minha mesa digitalizadora e do Photoshop após muito tempo sem uso. (muito mesmo) E até que ficou bom, mesmo sem prática com a mesa ou com o PS. Depois eu só acrescentei as setas e textos no Illustrator.

Eu gastei muito tempo nessa ilustração quando eu poderia (deveria?) ter adiantado muito do texto da dissertação... mas valeu cada segundo. :P

Lua de Setembro

0
Algo no horizonte de telhados da cidade.

Uma foto já antiga. Lua crescente e Vênus.

Alguns Vetorzinhos pra Agradecer

2
Algumas alterações ou ilustrações que fiz pra dissertação de Camila. Parece que ganharei um espaço nos agradecimentos. B-)

Muitos cubos!

Aparentemente, um quadriculado. :P

Não! Eu não desenhei tudo isso. Eu só desenhei o charmoso eixo ordenado XYZ na janela de detalhe no canto superior direito. Sim, somente o eixo. Mas ele é charmoso e um baita de um eixo.

Camadas coloridas de um detetor.

Na maioria, eu não tinha muita ideia do que estava esquematizando. :P

Os Hábitos Noturnos

0

E eis que me alio à Luana novamente. Acabei com bem menos trabalho do que No Pintor de Arco-íris, fazendo somente a capa do novo livro.

Após ler o livro todo, eu tinha de aparecer com uma capa interessante, que desse a atmosfera do livro, mas sem deixar escapar as "revelações" da estória. Foram vários esboços de ideias e outros tantos pra definir as cores e os detalhes. Acabei explorando mais o aspecto de livro de mistério (é um livro de vampiro) e dando ideia de investigação e de equipe, daí os personagens principais aparecerem na capa. (é spoiler, mas atenção para o número e disposição dos morcegos) A estória se passa em São Paulo, mas a cidade não é um personagem do livro, não havendo muitas paisagens reais, então uma silhueta real de Sampa não foi usada no fundo. Isso é até interessante, pois o leitor acaba imaginando qualquer cidade (ou qualquer lugar da cidade), provavelmente caindo pra imaginar a suia própria cidade ou vizinhança.
Uma página no Facebook foi criada para a divulgação do livro e ela ainda existe, mas sem planos de atualizações para o futuro próximo. Eu Fiz as ilustrações dos posts, no entanto as maravilhosas diagramações e textos são de total autoria da Luana. :D

O livro pode ser comprado em formato digital pela Amazon por esse link.

A Garota Sai ao Vento

0 Um desenho para uma amiga que viajou para longe.

:)

0
:)

Céu Oleoso

0 Uma poça d'água na rua com uma fina camada de óleo.

0 Uma caricatura de uma amiga, na época do ensino médio. Um registro de uma visão a respeito de alguém. Não sei bem porque ainda não tinha postado essa.
Será que ela ainda usa essa blusa?

Pelos Túneis do Metrô

0
Pequena viagem pela linha amarela do metrô com Camila.






Para Pablo

0
Pintura que fiz pra Pablo, como Kioskerman, um presente pelo autógrafo em Éden e por ser presenteado com o Puertas del Edén. Eu não tenho muito jeito de fazer coisas como as de Éden, mas gosto de lê-las. Fiz algo no meu estilo, mas que poderia até acontecer em Éden.

Frutas na Escuridão

0
Eu gosto de ver o maravilhoso no singelo e desinteressante cotidiano, aquilo pelo que se passa e não se vê, ou que se come sem olhar.


De cima para baixo: kiwi, pera, caqui, maçã, laranja, banana e mexerica.

Aparato fotográfico em uso, mas com a cozinha às claras.


Nenhuma fruta foi desperdiçada nesse trabalho. Eu comi tudo ao final. :D

Categories